Blog

Projeto de créditos de carbono na Amazônia preserva mais de 80 mil hectares de floresta

O projeto Ipê Amarelo, desenvolvido em estreita colaboração com a Sustainable Carbon, está localizado em uma das regiões de extrema prioridade para a conservação da Amazônia, nos municípios de Novo Arupuanã e Borba, no Amazonas.

Apesar de sua riquíssima biodiversidade e proximidade com três rios – Rio Sucunduri, Rio Camaiú e Rio Camaiuxazinho – a região sofre com uma das maiores taxas de desmatamento da Amazônia.

Com o intuito de proteger e preservar essa área de mais de 80 mil hectares de floresta, a região está recebendo um projeto de créditos de carbono, certificado pelos padrões VCS Standard e SOCIALCARBON que além de garantir a credibilidade dos créditos, também asseguram a implementação e a análise de cobenefícios sociais para as comunidades ao entorno.

Como isso se dá? A partir da conservação florestal, o projeto contribui com a redução das emissões dos Gases de Efeito Estufa atenuando os impactos das Mudanças Climáticas. Tal redução gera créditos de carbono, uma moeda verde que representa uma tonelada de GEE que deixou de ser emitida para a atmosfera e que pode ser comercializada no mercado, gerando ganhos econômicos pela preservação do meio ambiente.

Com os recursos financeiros provenientes dos créditos, o projeto entrega benefícios sociais para as comunidades ao entornos, tais como:

  •   Geração de empregos;
  •   Oportunidades de renda alternativas;
  •   Cursos e treinamentos oferecidos para colaboradores;
  •   Promoção da educação ambiental à comunidade;
  •   Melhoria da infraestrutura na região;
  •   Abertura de um canal de comunicação com todos os interessados, disponível para críticas ou sugestões;

O projeto Ipê Amarelo tem duração de 30 anos e espera evitar, nos próximos 10 anos, a emissão de 780 mil tCO2e.

Deseja ser parte dessa iniciativa?

Adquira os créditos de carbono desse projeto. Entre em contato com a gente!