Blog

Estudo mostra declínio de colônias de penguins devido às mudanças climáticas

Os responsáveis por um estudo conduzido pelo Greenpeace encontraram evidências de que os impactos das mudanças climáticas levaram a drásticas reduções de Pinguim – de – barbicha (Pygoscelis antarcticus) em muitas colônias, com diminuição de até 77% nos últimos 50 anos, período da última pesquisa realizada. 

Os pesquisadores independentes, que se juntaram à uma expedição do Greenpeace na Antártica, descobriram que o número de pinguins diminuiu em toda colônia analisada na Ilha do Elefante, um habitat de pinguins importante a nordeste da Península Antártica. 

O número geral de pinguins dessa espécie caiu cerca de 60% desde a última análise em 1971, com uma contagem total atual de 52.786 pares reprodutores, uma queda significativa dos 122.550 contados na pesquisa anterior.

Os cientistas afirmam que a redução dramática pode ser amplamente atribuída aos impactos das mudanças climáticas. Redução no gelo do mar e oceanos mais quentes levaram a menos krill, a principal fonte de comida dos pinguins – de- barbicha. 

Louisa Casson, do Greenpeace Oceans, adicionou: “2020 é um ano crítico para nossos oceanos. Os governantes devem responder à ciência e acordarem um Tratado Global dos Oceanos nas Nações Unidas, podendo criar uma rede de santuários marinhos para proteger a vida marinha e ajudar essas criaturas a adaptarem-se ao nosso clima em constante mudança”.

Fonte: http://www.climateaction.org/news/research-finds-antarctic-penguin-colonies-declining-due-to-climate-change