Blog

Dependência do carvão da China ameaça o Acordo de Paris

Enquanto o resto do mundo tem cortado a energia baseada em carvão nos últimos 18 meses, a China adicionou usinas o suficiente para fornecer energia a 31 milhões de casas. Isso de acordo com um estudo que diz que a China agora está no processo de construir ou revitalização de carvão equivalente a toda a capacidade de geração da União Europeia. 

Pesquisadores dizem que a onda é a maior ameaça às metas do Acordo de Paris. 

A dependência do carvão na China como um passo fundamental no desenvolvimento da economia levou ao lendário programa de construção de “uma usina de carvão por semana” entre 2006 e 2015. Mas o incentivo teve muitas consequências negativas, engasgando o ar com poluição em diversas cidades chinesas e levando a uma enorme sobrecarga. Muitas dessas plantas foram capazes de funcionar apenas 50% do tempo.  

Os pesquisadores dizem que durante 2018 até junho de 2019, países fora da China cortaram sua capacidade de energia do carvão em 8.1 gigawatts (GW). No mesmo período, a China adicionou 43GW, o suficiente para fornecer energia para 31 milhões de casas. Comparado com o resto do mundo, o país está construindo 50% a mais de plantas de carvão que todas as outras em construção em todos os outros países combinados. 

Fonte: https://www.bbc.com/news/science-environment-50474824