SANTA MARIA

Colniza / MT, Brasil
Cobenefício Principal
Biodiversidade
Cobenefícios relacionados
Tipo de projeto
REDD
Ecossistema
Amazônia
Standards
VCS
Registro
Markit™ Environmental

CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE AMAZÔNICA

O projeto Santa Maria conserva mais de 70.000 hectares da rica biodiversidade da floresta amazônica. Isso só é possível, pois com o projeto de carbono foi desenvolvido um rigoroso sistema de monitoramento da região. São oito bases que circundam a área do projeto, junto com a fiscalização por satélites.

Também, o projeto possui certificação FSC, o que garante que os produtos florestais madeireiros são provenientes de uma floresta manejada de forma responsável. Além disso, o projeto gera empregos, pois a mão de obra contratada para monitoramento da floresta em pé e exploração florestal são de comunidades locais.

Descrição do Projeto

Projeto desenvolvido na Fazenda Florestal Santa Maria, localizada no município de Colniza (MT). A propriedade ocupa uma área de mais de 70 mil hectares no Bioma Amazônico, onde a extração de matéria-prima da floresta ocorre a partir de um plano de manejo sustentável, que potencializa as possibilidades do uso não predatório da floresta.

Dessa maneira, o projeto Florestal Santa Maria preserva sua área de mata natural, reduz o desmatamento da Amazônia, diminui o risco de queimadas e gera emprego para a população local, ações essas que beneficiam o ecossistema amazônico e as comunidades do entorno.

Download PDF

Para onde vai seu dinheiro?

Ao comprar créditos de carbono deste projeto você está apoiando, patrocinando, financiando e tornando possível a redução de emissão de gases efeito estufa e diversas iniciativas no ambito social, ambiental e econômico como as seguintes:

Benefícios sociais

  • Promoção de cursos e capacitações para as famílias que vivem na região sobre Manejo Florestal Sustentável.
  • Avaliação social: Mais de 75 famílias foram entrevistadas.
  • Consulta pública: Famílias foram consultadas sobre a implementação do projeto.
  • Apoio ao desenvolvimento de escola local.

Benefícios ambientais

  • Recuperação de área degradada com 8,5 mil árvores nativas, de 30 espécies diferentes.
  • Conservação de cerca de 70.000 hectares do bioma Amazônia.
  • Apoio ao monitoramento do Parque Estadual Igarapé.
  • Realização de pesquisa científica sobre a biodiversidade: Desenvolvimento de estudo sobre a fauna.

Benefícios econômicos

  • Geração de emprego: Contratação da comunidade local para desempenhar as atividades de plano de manejo florestal sustentável e monitoramento da área do projeto.
  • Desenvolvimento regional: Com o projeto, investimentos e recursos financeiros estão chegando à região para gerar desenvolvimento.
Quantidade de CO2e 0
Nº pessoas beneficiadas 0
Hectares de floresta protegidos 0