Bloco de gelo de 5.800km2 se desprende na Antártica

Um iceberg do tamanho do Distrito Federal, com 5.800 km2 e com um trilhão de toneladas se separou da gigantesca plataforma de gelo Larsen C, na Antártica. Tudo indica que o desprendimento aconteceu entre os dias 10 e 12 de julho.

A rachadura já vinha sendo acompanhada há anos por pesquisadores, mas a velocidade de ruptura aumentou muito recentemente. Em dezembro, o Larsen C chegou a avançar 18km em duas semanas.

Mesmo que não haja comprovação científica, sabe-se que o aquecimento global pode ser um dos responsáveis por esse acontecimento.

O monitoramento a partir de agora continua. “Ele pode permanecer inteiro, mas é mais provável que se quebre em fragmentos. Parte do gelo pode permanecer na área por décadas, enquanto outras partes podem seguir para o norte, para águas mais quentes“, disse Adrian Luckman, professor da Universidade de Swansea e principal pesquisador do projeto MIDAS, em entrevista ao G1.

Os blocos de gelo do Larsen C que se partirem e derreterem podem elevar o nível do mar. Além disso, os pedaços soltos podem apresentar riscos para navios.