Blog

Os bilionários poderiam salvar o planeta?

06/08/2017

O Robin Hood Index, da Bloomberg, lançou um relatório bem curioso no último mês.

Depois de alguns cálculos mirabolantes, conseguiu avaliar quais milionários do mundo seriam capazes de comprar todos os créditos de carbono exigidos para compensar as emissões de gases de efeito estufa de seus respectivos países durante um ano.

Confiram os estaques:

  • Brasil: a fortuna de Jorge Paulo Lemann, cerca de R$ 91 bilhões, até chega perto, mas não seria suficiente para cumprir o feito.
  • China: a situação ficaria pior para o chinês, Jack Ma, da Alibaba Group, que teria que dobrar seus US$ 37 bi para pagar a conta da poluição na China.
  • Rússia e Índia: O magnata do gás na Rússia, Leonid Mikhelson, e o do petróleo, Mukesh Ambani, da Índia, por sua vez, teriam dinheiro de sobra para compensar as emissões de seus respectivos países e ainda continuarem ricos.
  • Estados Unidos: a fortuna de Trump, cerca de US$ 2,9 bi, seria capaz de compensar apenas 8% das emissões dos Estados Unidos. Já a fortuna de Bill Gates, de US$ 85 bi, seria suficiente para cobrir dois anos de compensação!
  • Suécia: o magnata Ingvar Kamprad, dono da IKEA, conseguiria pagar pela compensação de seu país durante 150 anos,  já que a Suécia é um dos países mais eficientes na utilização de energia e um dos que menos poluem.