Blog

Evento discute uso da biomassa na indústria cearense. E nós estávamos lá.

26/07/2018

Stefano Merlin, presidente da Sustainable Carbon e do Instituto Ecológica, palestrou no evento Impacto da Biomassa na Indústria do Ceará: alternativas para sustentabilidade e sua interface com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, realizado no dia 17 de junho, na Casa da Indústria, com o objetivo de discutir o uso da biomassa na indústria cearense.

Na ocasião, Merlim teve a oportunidade de abordar sobre inovação tecnológica, créditos de carbono e uso de biomassa renovável no setor cerâmico e em outros setores.

O evento foi uma parceria entre o Ibama e a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). O tema teve estreita relação com o estudo “Biomassa para Energia no Nordeste: Atualidades e Perspectivas”, realizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), por meio da Associação Plantas do Nordeste (APNE).

Este estudo sugere que as ações sobre as florestas, agricultura, alimentos, uso da terra e desenvolvimento rural devem se projetar no futuro para que o desenvolvimento sustentável seja alcançado.

E as florestas têm um papel fundamental nesse contexto. No Acordo Climático de Paris em 2015, as florestas e as árvores desempenham um papel estratégico na determinação do acúmulo de gases de efeito estufa na atmosfera.

As palestras demonstraram o enorme potencial do Nordeste para a biomassa, como lenha, cascas, sementes e outros de origem vegetal – propícios para utilização industrial e doméstica. Os participantes também puderam debater sobre estudos de manejo florestal da Caatinga, legislação vigente e créditos de carbono.

“A evolução tecnológica tem conferido às cerâmicas maior eficiência no aproveitamento dos recursos energéticos destas biomassas, com a modernização das indústrias cerâmicas e com práticas de reflorestamento e manejo florestal, entre outros”, explicou Antônio Pimenta, da Anicer.

O Ecológica Group, formado pela Sustainable Carbon e pelo Instituto Ecológica, possui um amplo portfolio de projetos em cerâmicas do nordeste com a substituição de combustíveis fósseis por biomassa e inclusão desses negócios no mercado internacional de carbono, possibilitando o desenvolvimento da comunidade local. Conheça. 

Fonte: Fiec | Foto: Antônio Pimenta